O que é Esteatose Hepática?

Esteatose Hepática o que é?

A esteatose hepática é algo mais comum do que muitos imaginam, estima-se que cerca de 30% da população seja acometida pela doença, trata-se de uma doença silenciosa por geralmente não causar sintomas, e representa acúmulo anormal de gordura no fígado.

Ela pode acometer qualquer faixa etária e ser classificada em doença gordurosa alcoólica do fígado quando há abuso de bebida alcoólica, ou doença gordurosa não alcoólica do fígado, quando não existe história de ingestão de álcool significativa.

É uma doença geralmente benigna e reversível, mas se não tratada ou controlada corretamente, pode provocar inflamação a médio e longo prazo, e evoluir para cirrose hepática em alguns pacientes.

Causas da Esteatose Hepática

  • Sobrepeso ou obesidade, responsável por cerca 60% dos casos de doença gordurosa não alcoólica.
  • Abuso de Álcool.
  • Hepatites Virais.
  • Diabetes.
  • Alterações dos lípides (Colesterol / Triglicérides).
  • Medicamentos (corticoides, estrógeno, amiodarona, antirretrovirais, diltiazen e tamoxifeno).

Como diagnosticar a Esteatose Hepática

É feito comumente nos exames de rotina de imagem, como ultrassom, tomografia computadorizada ou ressonância magnética, e quando houver algum grau de inflamação do fígado, pode ocorrer elevação das enzimas do fígado (TGO e TGP) em exames de sangue.  Além disso, pode ser suspeito no exame físico do médico quando houver aumento do fígado.

Embora os exames acima mencionados, façam o diagnóstico na maior partes das vezes, há poucos casos em que a confirmação depende de biópsia. Há poucos anos foi desenvolvido um exame para o equipamento de ultrassom, chamado de Elastografia Hepática Ultrassônica, indolor, que mede a elasticidade do tecido hepático e a quantidade de gordura acumulada no fígado, além de detectar e estimar eventual fibrose hepática.

Classificação

Grau 1 ou Leve – quando há pequeno acúmulo de gordura no fígado.

Grau 2 ou Moderada – há um acúmulo moderado de gordura.

Grau 3 ou Acentuada – quando ocorre grande acúmulo de gordura.

Tratamento da esteatose hepática

Não existe um tratamento específico para a esteatose hepática. Ele é determinado de acordo com as causas da doença. Consiste em afastar, corrigir ou controlar as possíveis causas, com melhora do estilo de vida, fazer exercícios físicos, re-educação alimentar, dieta equilibrada e redução de peso, além de retirar o uso de álcool ou de medicamentos que possam ser a causa do problema. São raros os casos em que se torna necessário introduzir medicação, e em casos mais graves, quando evoluir para cirrose hepática, o transplante pode ser o único tratamento.

Dúvidas comuns:

  1. Qual especialidade médica que pode me auxiliar no diagnóstico e tratamento da esteatose?

R: Clínico geral, gastroenterologista e hepatologista.

  1. Criança também pode ter esteatose?

R: Sim, pacientes de qualquer idade podem ter acúmulo de gordura no fígado, no caso das crianças nos primeiros anos de vida, é causada principalmente por algumas doenças metabólicas. Já nas crianças maiores e adolescentes, as causas são semelhantes às dos adultos. Importante dizer, que o tratamento na infância é de fundamental importância para prevenir danos irreversíveis nos adultos, além da conscientização da criança para hábitos de vida saudáveis.

  1. Existe forma de prevenir a doença?

R: Sim, basicamente seria ficar atento às possíveis causas, procure manter o peso dentro dos padrões ideais para sua altura e idade, mas cuidado! Dietas radicais, que provocam emagrecimento muito rápido, podem piorar o quadro. Beba alcoólica com moderação durante a semana e nos fins de semana também. E o mais importante, procure auxílio de um nutricionista para readequadar sua alimentação.

Dr. Rodrigo Velloso Machado Eckmann

Médico Radiologista

Membro Titular do Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem

CRM 133.360

Open chat
Powered by